Home |  Taekwondo |  Karate  |  Ninja  |  Hapkido  |  Judo  |  Jiu-Jitsu  |  Muay-Thai  |  Aikido  |  Kung-fu  |  Acessórios  |  Faixas  |   Contato
Taekwondo ITF |  Capoeira |  Full Contact |  Kick Boxing |  Kendo |  Krav-Maga |  Savate |  MMA |  Tai-chi Chuan |  WUSHU |  Taijutsu |  Qwan-ki-do
BOXE |  Sambô |   Kempo |  Agasalhos |  Camisetas |  Bonés |  Mochilas |  Chinelos |  Livros |  Variedades |  Pontos de Venda
Sobre o Karatê
<< Voltar
  O Karatê  

O karaté é uma arte marcial japonesa, desenvolvida a partir do kenpo chinês (em particular o kung fu da China meridional) e de métodos autóctones de lutas das ilhas Ryukyu. O caratê é predominantemente uma arte de golpes, como pontapés (chutes), socos, joelhadas e cotoveladas e golpes com a palma da mão aberta. Bloqueios de articulações, lançamentos e golpes em áreas vitais também são ensinados, dependendo do estilo. Um praticante de caratê é denominado "carateca" ou "karate-ka".

O karatê é uma forma de budo, enfatizando as técnicas de percussão atemi waza (como defesas, socos e chutes) ao invés das técnicas de projeções e imobilizações. O treino de caratê pode ser dividido em três partes principais: Kihon, Kata e Kumite.

Kihon é o estudo dos movimentos básicos.
Kata é uma espécie de luta contra um inimigo imaginário expressa em seqüências fixas de movimentos.
Kumite é a luta propriamente dita. Em sua forma mais básica é combinada (com movimentos predeterminados) entre os lutadores para, posteriormente, alcançar o jyu kumite (combate livre ou sem regras). A forma desportiva, ou combate com regras, é conhecida como Shiai-kumite.

Originalmente a palavra karatê era escrita com os ideogramas ("mãos vazias") se referindo à Dinastia Tang ou, por extensão, a mão chinesa, refletindo a influência chinesa nesse estilo de luta.

O karatê é provavelmente uma mistura de uma arte de luta chinesa levada a Okinawa por mercadores e marinheiros da província de Fujian com uma arte própria de Okinawa. Seus nativos chamam este estilo de Okinawa-te ("mão de Okinawa"). Os estilos de caratê de Okinawa mais antigos são o Shuri-te, o Naha-te e o Tomari-te, assim chamados de acordo com os nomes das três cidades em que eles foram criados.

 

Em 1820 Sokon Matsumura fundiu os três estilos e criou o estilo shorin (pronuncia japonesa para a palavra chinesa shaolin), que é também a pronúncia dos ideogramas ("pequeno" e "bosque"). O nome shorin foi dado posteriormente, por Choshin Chibana, ao estilo idealizado pelo mestre Matsumura. Entretanto os próprios estudantes de Matsumura criaram novos estilos adicionando ou subtraindo técnicas ao estilo original. Gichin Funakoshi, um estudante de um dos discípulos de Matsumura, chamado Anko Itosu, foi a pessoa que introduziu e popularizou o caratê nas ilhas principais do arquipélago japonês.

Como muitas das artes marciais praticadas no Japão, o karatê fez a sua transição para o karate-do no início do século XX. O do em karatê-do significa caminho, palavra que é análoga ao familiar conceito de tao. Como foi adotado na moderna cultura japonesa, o caratê está imbuído de certos elementos do zen budismo, sendo que a prática do caratê algumas vezes é chamada de "zen em movimento". As aulas frequentemente começam e terminam com curtos períodos de meditação. Também a repetição de movimentos, como a executada no kata, é consistente com a meditação zen pretendendo maximizar o autocontrole, a atenção, a força e velocidade, mesmo em condições adversas. A influência do zen nesta arte marcial depende muito da interpretação de cada instrutor.

 
 
 


Kimonos Shizen 2017
Todos os direitos reservados

MARILI LUCAS FARIA - ME | CNPJ: 03.743.203/0001-66 | R FELIPE JORGE, 221 - CENTRO - BOITUVA / SP - CEP 18550-000
EMAIL: vendas_shizen@hotmail.com | TELEFONE (15) 3363-1334

Os dados acima atendem o decreto nº 7.962, contudo não realizamos atendimento presencial, visto que a Shizen Kimonos, possui atendimento de qualidade por meio eletrônico.